sábado, 13 de setembro de 2014

O Anti-Eu

Oh, mãe
Quão inútil foi o teu doloroso e único parto!
Aguardo pelo momento certo para te desesperar
E destruo de todos os teus desejos a esperança

Nadir Veld

Sem comentários:

Enviar um comentário