sábado, 16 de janeiro de 2016

Os Diários Lunáticos de Zenit Saphyr (10 de Janeiro de 2016)

 Dez mil anos depois entre o Céu e o Inferno
O penitente descrente desiste às portas do Eterno

 O paciente espera que a palavra divina lhe seja soprada ao ouvido. Durante horas ele martela violentamente pensamentos com frases obsoletas, mentiras irrefutáveis, belas pérolas de inconsistente saber que não formavam coisa nenhuma e explodiam na espuma dos nossos dias como as ondas que voltam e regressam sempre para o mar com a esperança de que voltem mais fortes!

Sem comentários:

Enviar um comentário