sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Os Homens Quebrados (III)

Multiplicamo-nos por zero
Ah, vemo-nos chegando a milhares de estações
Sem pertencermos a nenhuma
Somos ilhas nas cidades agitadas
Isoladas fachadas de um reino morto

Sem comentários:

Enviar um comentário