sábado, 2 de janeiro de 2016

Os Homens Quebrados (XXI)

Somos os Homens Quebrados
Ah
As nossas vozes soltas pelo álcool estão contidas e agarradas
Seguradas seguras aos corrimões da nossa vaidade
Apenas dançamos as músicas que conhecemos
Caímos sempre quando a perdemos e somos deixados de novo
Sós
Depois da noite de aparente felicidade
Somos os Homens Quebrados
As nossas emoções inconstantes
Destruíram o Auto-conhecimento
E tornamo-nos os nossos heróis quando pregamos a Verdade Oculta

Sem comentários:

Enviar um comentário