terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Versículos Místicos (I)

Nenhum livro traz o nome
Em nenhuma língua,
O verdadeiro apelo foi invocado porque ele é o Invocável
O Senhor dos Céus e da Terra, dos Mares e da Lua
Mestre do Tempo e da vida, pois eles não avançam nem recuam sem o seu comando,
Aprimorou o horizonte próximo, com nuvens que por vezes nos fazem esquecer
a imensidão
da sua criação
Espalhou no céu distante estrelas plácidas
Para requinte e sonho dos seus súbditos curvados na Terra ao seu desejo definitivo
Glória ao Insondável, senhor do Devir

Sem comentários:

Enviar um comentário