domingo, 28 de agosto de 2016

Gosto (65) P

Gosto das raparigas que andam de Vespa na grande cidade de Roma com os seus cabelos ao vento debaixo do capacete negro, com óculos de sol, que lhes dão um ar misterioso, quase imperscrutável, escondendo os seus olhos brilhantes, cheios de vida e com as suas lindas pernas bronzeadas surgindo de brancas saias provocadoras com rendilhados que deixam entrever alguma deliciosa pele. Gostava que, um dia, uma delas parasse e me desse uma boleia rumo à felicidade desejada, seria a concretização de um grande sonho. Pode dizer-se que tenho uma pancada por estas jovens desconhecidas e posso facilmente passar um dia a olhar para a estrada e a vê-las passar, com um sorriso pervertido na cara expressando toda a depravação de um louco solitário. Gosto também do facto de os italianos se deslocarem tanto de mota, a sua forte presença nos filmes não é um estereótipo exagerado, pois acaba por ser o modo mais inteligente de se deslocarem por aquelas típicas ruas estreitas em que dificilmente um carro passa. É claro que é melhor que seja uma rapariga conduzir as motas...

Sem comentários:

Enviar um comentário