quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Não Gosto (53) P

Não gosto de pessoas que arranham o fundo do prato com a serrilha da faca enquanto cortam a sua comida. O som produzido com este arranhar é extremamente irritante e parece entranhar-se pela minha pele através da parte de trás do pescoço e desce através da espinha dorsal provocando arrepios em todo o meu corpo. É um som agudo absolutamente horrível e difícil de suportar. Sempre que o meu amigo Carlos me convidava para um almoço ou um jantar eu inventava uma desculpa para não ir porque já sabia que ele ia arranhar o prato com a faca de forma descuidada, quando o seu bife há muito estava cortado. Ele até é uma pessoa agradável com que eu gosto de estar e falar, mas nunca às horas das refeições! Eu acho que ele tem um problema qualquer de audição que o impede de ouvir as altas frequências, por isso não repara quando está a serrar o prato com a serrilha. Eu não lhe digo nada por uma questão de delicadeza, porque somos amigos e porque já o avisei uma vez. Ele pediu desculpa, mas continuou a fazer igual como se não notasse nada. Ontem estava num restaurante e estava lá um indivíduo duas mesas à minha frente a serrar o prato com insistência. Aquele som tornou-se tão insuportável que eu me levantei e lhe fui dizer “Oh amigo, mas você quer cortar o bife ou quer cortar o prato?”. Então ele levantou a cabeça para me olhar e eu reparei que ele tinha um aparelho auditivo enfiado na orelha. Fiz um gesto efusivo imitando quem corta com uma faca, mas ele lançou-me um olhar aparvalhado. Resignei-me e voltei para o meu lugar. Comi mais depressa o resto da refeição para me ir embora e deixar de ouvir aquele cortar, aquele barulho dos infernos!

Sem comentários:

Enviar um comentário