sábado, 21 de janeiro de 2017

Gosto (72) P

Gosto da triste e mui azarada história de Nedeljko Čabrinović, um dos nacionalistas sérvios implicados na morte do Arquiduque Francisco Fernando, cujo assassinato desencadeou a Primeira Guerra Mundial. Čabrinović nasceu em Sarajevo e considerava-se um verdadeiro sérvio, querendo por isso combater a ingerência do Império Austro-Húngaro no seu país. Para isso juntou-se à organização Crna Ruka (Mão Negra), cujo lema era “Unificação ou Morte” e pretendia unificar os países eslavos do sul (algo semelhante à ex-Jugoslávia). Contudo, se dependessem de Čabrinović, os jugoslavos ter-se-iam visto num lindo sarilho. A 28 de Julho de 1914, sete membros do Crna Ruka juntaram-se em Sarajevo para matar o Arquiduque Francisco Fernando, mas formavam um grupo bastante amador, constituído unicamente por jovens, que ainda por cima sofriam de tuberculose e foi por saberem que a morte estava próxima que se arriscaram a matar o poderoso Arquiduque. Čabrinović foi o primeiro deles a entrar em acção. Lançou uma granada para o carro em que o Arquiduque seguia com a mulher, mas calculou erradamente o tempo que ela demoraria a explodir, o que fez com que a mandasse demasiado cedo, pelo que não foi difícil a Francisco Fernando desfazer-se da bomba que explodiu no meio da estrada, causando apenas alguns feridos. Ao ver-se perseguido por agentes da polícia, Čabrinović começou a correr desenfreadamente. Chegou a uma ponte sobre o rio Miljacka e atirou-se para as águas com o intuito de se suicidar, porém, como era Verão, o rio Miljacka tinha muito pouco caudal. Ao aterrar no leito de 30 centímetros do rio, Čabrinović, terrivelmente azarado, partiu ambas as pernas. Contudo ainda havia uma terceira via. Um médico da Crna Ruka distribuiu comprimidos de cianeto  pelos assassinos que eles deviam tomar para evitar serem apanhados pela polícia e interrogados relativamente a quem lhes dera as ordens para atacarem o Arquiduque. Čabrinović engoliu o seu comprimido e esperou pela morte libertadora, mas o médico pusera cianeto a menos nas cápsulas, o que as tornou obsoletas. Tudo o que o comprimido provocou a Čabrinović foi um terrível ataque de vómitos. Eu acho esta imagem horrível e fantástica ao mesmo tempo, um homem que por pura estupidez falhara um atentado contra o herdeiro da coroa do país opressor com as duas pernas partidas, no leito quase seco de um rio a vomitar em vez de morrer. É comovedor e patético ao mesmo tempo. Para sorte da Crna Ruka, o grande Gavrilo Princip também se cruzou com Francisco Fernando nesse dia e desferiu o golpe certeiro, não sem antes um dos outros membros do grupo se ter apiedado do Arquiduque por ver que ele viajava com a mulher.

Sem comentários:

Enviar um comentário